ATIVIDADE 1 – GPUB – MÉTODOS DE PESQUISA APLICADOS À GESTÃO PÚBLICA – 52-2024

1ª QUESTÃO
A proposta da Atividade de Estudo 1 é discutir a relação entre Metodologias de Pesquisa e o
desenvolvimento de explicações e abordagens para problemas sociais, pois, uma vez identificado um
problema, é necessário pensar em caminhos para abordá-lo buscando a melhora de um contexto social e a
promoção de justiça e equidade.
Nesse sentido, a metodologia de pesquisa é uma ferramenta fundamental para o Gestor Público. Assim, leia
com atenção os trechos retirados do texto “Mulheres Enfrentam Barreiras para a Ascensão no Serviço
Público Brasileiro”, publicado na Revista FAPESP, em março de 2023, por Diego Viana, e disponível em:
https://revistapesquisa.fapesp.br/mulheres-enfrentam-barreiras-para-a-ascensao-no-servico-publicobrasileiro/.
“Embora já correspondam a mais de metade da força de trabalho na burocracia brasileira (59%), as mulheres
ocupam menos de 20% dos cargos de direção. O número, divulgado em dezembro no estudo “Mulheres
líderes no setor público da América Latina e do Caribe”, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID),
coloca o país em posição inferior à da maioria dos vizinhos na região. Países como Argentina (40,7%),
Colômbia (47,1%) e Costa Rica (53,5%) caminham, pelo menos à primeira vista, para a paridade de gênero
no setor público.
Os dados revelam o quanto o fenômeno conhecido como “teto de vidro” ainda impõe barreiras à ascensão
profissional para lideranças femininas no continente, barreiras ainda mais difíceis de transpor para as negras.
A metáfora do teto de vidro foi criada em 1978 pela consultora norte-americana Marylin Loden (1946-2022)
para se referir ao setor privado, denunciando os obstáculos muitas vezes invisíveis que impedem a ascensão
das mulheres aos cargos mais altos. Mas o teto também cobre a cabeça das profissionais da administração
pública.
O relatório aponta que as mulheres compõem 52% do funcionalismo dos países estudados. No entanto, são
apenas 23,6% nos cargos classificados como de nível 1 (equivalente a ministro) e 44,2% nos cargos de nível
4 (diretor). No Brasil, embora as mulheres, de acordo com o Atlas do Estado brasileiro, produzido pelo Ipea,
sejam quase 59% dos servidores, são apenas 18,6% nos cargos de liderança, nos quatro níveis, conforme o
relatório do BID. Separando pelos níveis estudados, em 2022 elas eram 19,3% no nível 4, 22,1% no nível 3
(subsecretária) e 9,1% no nível 2 (secretária).
. . .
‘A péssima posição do Brasil não surpreende. Também está entre os países mais mal avaliados da América
Latina no que diz respeito aos direitos políticos das mulheres e à paridade política entre homens e mulheres.
Até 2006, nem sequer dispunha de legislação específica sobre violência contra a mulher, ao passo que 17
países da região já legislavam sobre o tema’, afirma a economista Daniela Verzola Vaz, da Escola Paulista de
Política, Economia e Negócios da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
‘Há pouco reconhecimento de que a desigualdade de gênero seja um problema no setor público brasileiro
e, como consequência, existem poucas políticas públicas a respeito’, observa. Vaz acrescenta que, nos cargos
em comissão do grupo Direção e Assessoramento Superiores (DAS) do Poder Executivo federal, a proporção
de mulheres no nível 6, mais alto na hierarquia, era de 22% no final do ano passado. ‘Esse percentual pouco
avançou na última década: estava em 20,9% em novembro de 2009’, diz”.
Fonte: https://revistapesquisa.fapesp.br/mulheres-enfrentam-barreiras-para-a-ascensao-no-servico-publicobrasileiro/. Acesso em: 6 abr. 2023.
Nesta Atividade de Estudo 1, você é convidado(a) a relacionar o texto anterior com a sua experiência
cotidiana, levando em consideração a importância de um Gestor Público estudar a trajetória da sociedade
até os dias atuais e entender alguns padrões de desigualdades para, assim, desenvolver políticas públicas
atentas ao contexto social. Para tanto, responda:
1. Defina o que é hipótese. Sua resposta deve conter, no mínimo, três e, no máximo, cinco linhas.
2. Desenvolva uma hipótese que possa, de alguma forma, explicar os dados discutidos no texto anterior de
que, no Brasil, embora as mulheres sejam quase 59% dos servidores públicos, elas estão em apenas 18,6%
dos cargos de liderança. Sua resposta deve conter, no mínimo, três e, no máximo, quinze linhas.
Observação: para esta atividade, você pode ir além do texto anterior, relacionando-o com leituras de jornais
e revistas, além do material didático.
ATENÇÃO: para responder a Atividade de Estudo 1, orientamos que digite a sua resposta, primeiramente, em
um arquivo WORD, em seu computador — pois, caso digite direto na caixa de texto no ambiente Studeo,
pode acontecer de expirar o tempo e perder sua resposta —, depois disso, copie sua resposta e cole na
caixa de resposta a seguir.
ALTERNATIVA

Olá, somos a Cavalini Assessoria Acadêmica.

Fazemos esse trabalho por um preço justo, sem cópia.

Nossa equipe multidisciplinar é altamente capacitada para oferecer assessoria na elaboração das mais variadas atividades, garantindo autenticidade e originalidade em todos os trabalhos.

Entre em contato conosco para solicitar o seu.

Aponte o celular para abrir o WhatsApp