ATIVIDADE 2 – IMUNOLOGIA CLÍNICA – 52-2024

1ª QUESTÃO
Infecções bacterianas podem causar desde pneumonia, até infecções urinárias, como cistite, e infecções
cutâneas, como celulite. O diagnóstico preciso de infecções bacterianas é fundamental para o tratamento
adequado e o controle da disseminação da doença. Os métodos imunológicos detectam a presença de
anticorpos produzidos pelo hospedeiro em resposta à infecção ou antígenos bacterianos em amostras
clínicas, sendo úteis quando há dificuldade no cultivo. Esses métodos incluem testes de ELISA (EnzymeLinked Immunosorbent Assay), reações de aglutinação, imunofluorescência, entre outros. A escolha do
método de diagnóstico depende do tipo de infecção bacteriana, do estágio da doença e das características
da amostra clínica disponível.
Fonte: FERREIRA, A. W.; ÁVILA, S.L.M. Diagnóstico laboratorial das principais doenças infecciosas e
autoimunes. Guanabara Koogan. 3. ed. 2013.
Considerando as características das doenças bacterianas e do seu diagnóstico, assinale a alternativa correta:
ALTERNATIVAS
O FTA-ABS é uma das técnicas empregadas no diagnóstico da sífilis, sendo um teste de aglutinação indireta.
A reação de Mantoux avalia a reação de hipersensibilidade tardia após exposição ao Mycobacterium tuberculosis.
O teste de VDRL (Veneral Disease Research Laboratory) é útil para a confirmação do diagnóstico da sífilis, e
definição de cura da doença.
As infecções causadas pelas bactérias Chlamydia trachomatis e Mycoplasma pneumoniae são denominadas ISTs –
infecções sexualmente transmissíveis.
A identificação de bacilos álcool ácido resistentes (BAAR), juntamente com o cultivo e identificação da micobactéria
fornecem um diagnóstico específico e definitivo para a tuberculose.

 

 

2ª QUESTÃO
A família de parasitos Trypanosomatidae inclui patógenos importantes como Trypanosoma cruzi e
Leishmania, que causam doenças graves em humanos. O T. cruzi é o agente causador da doença de Chagas,
enquanto a Leishmania causa diversas formas de leishmaniose. O diagnóstico dessas doenças geralmente
envolve técnicas de detecção de anticorpos ou antígenos específicos, como testes sorológicos e PCR,
permitindo o tratamento precoce.
Fonte: Centers for Disease Control and Prevention. Parasites A-Z Index. Disponível em:
https://www.cdc.gov/dpdx/az.html. Acesso em: 07 de abril de 2024.
Considerando os métodos utilizados para o diagnóstico da doença de Chagas e da Leishmaniose, avalie as
afirmações a seguir:
I. Na hemaglutinação indireta, a reação positiva forma um imunocomplexo entre os anticorpos presentes na
amostra e as hemácias sensibilizadas com antígenos de T. cruzi que precipita no fundo da placa formando
um botão.
II. Na microscopia para pesquisa direta de Leishmania são pesquisadas formas amastigotas do parasito em
vários materiais biológicos.
III. A PCR é uma técnica altamente sensível utilizada para a pesquisa do DNA do parasito.
IV. A imunofluorescência indireta é o teste de referência para o diagnóstico da doença de Chagas na fase
crônica; utiliza antígenos de formas epimastigotas de T. cruzi para a pesquisa de anticorpos da classe IgG.
V. A intradermorreação de Montenegro tem boa sensibilidade, e ainda distingue a infecção por Leishmania
recente da infecção passada.
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II apenas.
I e III apenas.
II, III e IV apenas.
III, IV e V apenas.
III e V apenas.

 

 

3ª QUESTÃO
“Para atingir as novas metas globais 95–95–95 propostas pelo UNAIDS, precisaremos redobrar nossos
esforços para evitar o pior cenário de 7,7 milhões de mortes relacionadas ao HIV nos próximos 10 anos,
devido às interrupções na prestação de serviço ao HIV durante a COVID-19, e a desaceleração da resposta
da saúde pública ao HIV. O diagnóstico preciso da infecção pelo HIV é fundamental e representa o ponto de
entrada dos pacientes infectados na cascata do tratamento”.
WORLD HEALTH ORGANIZATION. HIV. Disponível em: https://www.who.int/news-room/factsheets/detail/hiv-aids. Acesso em 13 abr. 2023.
Assinale a alternativa correta a respeito do diagnóstico do HIV:
ALTERNATIVAS
A confirmação do diagnóstico é feita por meio de testes moleculares (PCR).
Após a soroconversão, são detectados primeiro os anticorpos IgG, e depois os IgM.
Durante o período denominado janela imunológica já é possível detectar anticorpos da classe IgM.
O teste de ELISA para pesquisa de imunoglobulinas contra HIV-1 e HIV-2 são preconizados para confirmação do
diagnóstico.
Uma vez diagnosticado e medicado, o paciente está dispensado de realizar o monitoramento da carga viral e
contagem de TCD4+.

 

 

4ª QUESTÃO
A toxoplasmose congênita é uma condição infecciosa causada pela passagem do Toxoplasma gondii da mãe
para o feto através da placenta. Isso pode ocorrer devido à infecção primária da mãe durante a gravidez ou
logo antes da concepção, à reativação de uma infecção anterior em mães com sistema imunológico
comprometido, ou devido a uma nova infecção em uma gestante previamente imune com uma cepa mais
virulenta do parasita, geralmente associada à ingestão de alimentos contaminados. Nesta condição, exames
sorológicos pareados, mãe e RN, tornam-se fundamentais para aumentar a acurácia e precisão diagnóstica.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria. Toxoplasmose congênita. Departamento Científico de Neonatologia,
2020. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22620c-DC_-
_Toxoplasmose_congenita.pdf. Acesso em 05 de abril de 2024.
Considerando o contexto da toxoplasmose congênita, avalie as alternativas:
I. No encontro de IgM reagente e IgG não reagente no recém-nato, a conduta a seguir é esperar e repetir a
sorologia com 30 e 60 dias.
II. IgM reagente e IgG não reagente na gestante indica provável infecção aguda e alto risco de transmissão
para o feto.
III. A sorologia para pesquisa de IgM anti-T. gondii realizada ao nascimento pode apresentar resultado
negativo, mesmo na presença de infecção fetal.
IV. Gestante com IgM reagente e IgG reagente de baixa avidez sugere resposta imune desenvolvida e baixo
risco de transmissão vertical.
V. IgM não reagente e IgG reagente na mãe caracteriza a fase crônica, e menor será o risco de transmissão
transplacentária.
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II.
I, II e III.
II, III e IV.
III, IV e V.
II, III e V.

 

 

5ª QUESTÃO
A sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum e transmitida por contato sexual.
A doença pode se apresentar em diferentes estágios, desde lesões iniciais nos genitais até complicações
graves, como neurosífilis, e sífilis congênita, quando transmitida da mãe para o feto. O diagnóstico da sífilis
é realizado por meio de testes sorológicos específicos, que podem ser treponêmicos ou não treponêmicos.
Fonte: Syphilis – CDC Detailed Fact Sheet. Disponível em: https://www.cdc.gov/std/syphilis/stdfact-syphilisdetailed.htm. Acesso em 05 de abril de 2024.
Considerando as informações sobre sífilis apresentadas no texto base, avalie as afirmações a seguir:
I. Os testes treponêmicos identificam os anticorpos (IgM e IgG) gerados pelo organismo infectado, os quais
são direcionados contra antígenos do Treponema pallidum.
II. O VDRL é o primeiro teste a se tornar reagente na sífilis.
III. O monitoramento do tratamento é avaliado pelos testes não treponêmicos, como o VDRL (do inglês,
Venereal Disease Research Laboratory). Esses testes empregam anticorpos inespecíficos anti-cardiolipina.
IV. Na sífilis tardia, os testes sorológicos não treponêmicos apresentam geralmente resultados negativos
devido à queda dos títulos de anticorpos.
V. A presença de anticorpos treponêmicos indica uma infecção ativa pelo Treponema pallidum.
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II apenas.
I e III apenas.
I, III e IV apenas.
II, IV e V apenas.
III e V apenas.

 

 

6ª QUESTÃO
Nos últimos anos, a investigação de anticorpos e antígenos no soro de pacientes tem sido altamente
valorizada para diagnóstico, prognóstico e monitoramento da terapia antifúngica. A detecção de anticorpos
é crucial em condições como paracoccidioidomicose e histoplasmose, enquanto a pesquisa do antígeno
fúngico no soro, líquor e urina tem sido mostrada útil em casos de criptococose e histoplasmose.
Fonte: FERREIRA, A. W.; ÁVILA, S.L.M. Diagnóstico laboratorial das principais doenças infecciosas e
autoimunes. Guanabara Koogan. 3. ed. 2013.
Considerando o diagnóstico imunológico das infecções fúngicas, avalie as afirmativas:
I. Na paracoccidioidomicose, títulos elevados de anticorpos indicam doença crônica.
II. A pesquisa de antígeno circulante na candidíase disseminada é importante devido ao fato de anticorpos
anti-Candida não distinguirem doença ativa de doença passada.
III. A detecção do antígeno polissacarídico “crag” no soro e/ou líquor, pelo método de aglutinação de
partículas de látex, é o procedimento de escolha para o diagnóstico rápido de infecção causada por Candida
albicans.
IV. Após exposição aguda ao Histoplasma capsulatum, o antígeno é detectado muito antes do anticorpo
anti-histoplasma.
V. A detecção de anticorpos na aspergilose invasiva tem pouca utilidade, pois os pacientes apresentam
baixa ou nenhuma resposta humoral.
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II apenas.
I e III apenas.
II, III e IV apenas.
II, IV e V apenas.
IV e V apenas.

 

 

7ª QUESTÃO
A malária, uma doença parasitária grave, é transmitida pela picada do mosquito Anopheles, que atua como
vetor do parasita Plasmodium spp. Os sintomas variam de febre e calafrios a tosse, mialgias e dor
abdominal. Hepatomegalia, esplenomegalia, palidez e icterícia são achados associados à malária. A malária
grave é precipitada por obstrução microvascular com complicações de anemia, acidose, hipoglicemia,
falência de múltiplos órgãos e malária cerebral. O diagnóstico é geralmente realizado por esfregaços de
sangue periférico, mas testes imunológicos também estão disponíveis.
Fonte: Long B, MacDonald A, Liang SY, Brady WJ, Koyfman A, Gottlieb M, Chavez S. Malaria: A focused
review for the emergency medicine clinician. Am J Emerg Med. 2024 Mar;77:7-16.
Considerando o diagnóstico da malária, qual é um método de imunodiagnóstico utilizado para detectar
antígenos de plasmódios em fluidos biológicos?
ALTERNATIVAS
Western blot.
Hemaglutinação indireta.
Imunofluorescência indireta.
Ensaio imunoenzimático (ELISA).
Teste rápido de detecção de antígeno.

 

 

8ª QUESTÃO
O propósito da imuno-histoquímica é reconhecer antígenos e assim identificar e classificar células
específicas dentro de uma população celular morfologicamente heterogênea (ou aparentemente
homogênea). A visualização do complexo antígeno-anticorpo é possível pela adição de um fluorocromo
conjugado ao anticorpo, que pode então ser observado ao microscópio, ou alternativamente uma enzima,
cujo produto de reação pode igualmente ser visualizado.
CAPELOZZI, Vera Luiza. Papel da imuno-histoquímica no diagnóstico do câncer de pulmão. J Bras Pneumol.
n.35(4), p. 375-382, 2009.
Diversos marcadores tumorais podem ser pesquisados por meio da técnica de imuno-histoquímica,
permitindo a avaliação diagnóstica e prognóstica de neoplasias. Assinale a alternativa que inclua,
respectivamente, um marcador de linfoma de Hodgkin e um de câncer de ovário:
ALTERNATIVAS
CD15 e CA125
H-CG e CA-125
CD15 e CA 15.3
CD-30 e CA 15.3
CD30 e E-caderina

 

 

9ª QUESTÃO
As leishmanioses são doenças infecciosas não contagiosas causadas por protozoários parasitos pertencentes
ao gênero Leishmania. A transmissão ocorre por meio da picada de flebotomíneos fêmea infectadas com
formas promastigotas que, durante o repasto sanguíneo, são inoculadas juntamente com a saliva na pele do
mamífero. A leishmaniose apresenta um amplo espectro de apresentações clínicas, mas as principais são a
leishmaniose tegumentar e a leishmaniose visceral.
BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças
Transmissíveis. Manual de vigilância da leishmaniose tegumentar. Brasília, 2017.
A respeito do diagnóstico da LT e LV, assinale a alternativa correta:
ALTERNATIVAS
Um teste sorológico negativo descarta o diagnóstico de leishmaniose.
A forma promastigota de Leishmania é a encontrada na microscopia de material de lesão de pacientes com LT.
O teste intradérmico de Montenegro avalia a resposta de anticorpos contra a Leishmania, e não distingue infecção
recente de passada.
Pacientes com LV e HIV apresentam a resposta imune celular debilitada e consequentemente a quantidade de
parasitos teciduais é baixa.
No início da LT a quantidade de parasitos é alta, mas a resposta imune pode não estar completamente desenvolvida,
resultando em positividade na pesquisa direta do parasito e negatividade ou baixos títulos na sorologia.

 

 

10ª QUESTÃO
O diagnóstico de doenças parasitárias é comumente realizado pela pesquisa direta do parasito, de seus
antígenos ou material genético, em amostras de fezes, sangue, tecidos e secreções. Contudo, métodos
indiretos como a pesquisa de anticorpos, também podem ser de grande valor para a conclusão de um
diagnóstico, especialmente quando a carga parasitária é baixa.
NEVES, David Pereira. Parasitologia Humana. Editora Atheneu, 13ª ed., 2016.
Considerando as características das doenças parasitárias e do seu diagnóstico, analise as afirmações:
I. Testes sorológicos para pesquisa de Giardia duodenalis são interessantes para distinção das fases aguda e
crônica da giardíase.
II. A pesquisa de antígenos de Giardia duodenalis pode ser realizada nas fezes, por meio de ELISA
III. Técnicas que pesquisam antígenos de Plasmodium spp. são mais sensíveis no início da infecção, sendo
que a resposta imune específica produtora de anticorpos forma-se mais tardiamente.
IV. Devido à fisiopatologia da neurocisticercose e a localização do parasito no sistema nervoso central, os
métodos de ELISA e IFI empregados em amostras de líquor para pesquisa de anticorpos podem auxiliar o
diagnóstico da doença.
V. O teste de ELISA sanduíche pode ser empregado na pesquisa de antígenos circulantes de microfilárias de
Wuchereria bancrofti no soro do paciente.
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I, apenas.
I e II, apenas.
III e IV, apenas.
II, IV e V, apenas.
II, III, IV e V, apenas

Olá, somos a Cavalini Assessoria Acadêmica.

Fazemos esse trabalho por um preço justo, sem cópia.

Nossa equipe multidisciplinar é altamente capacitada para oferecer assessoria na elaboração das mais variadas atividades, garantindo autenticidade e originalidade em todos os trabalhos.

Entre em contato conosco para solicitar o seu.

Aponte o celular para abrir o WhatsApp