MAPA – GPUB – MÉTODOS DE PESQUISA APLICADOS À GESTÃO PÚBLICA – 52-2024

1ª QUESTÃO
Atividade MAPA – Métodos de Pesquisa Aplicada à Gestão Pública
Olá, acadêmico(a) do curso de Gestão Pública! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação
Prática da Aprendizagem- MAPA.
O objetivo desta atividade é fazer com que você tenha uma experiência imersiva na reflexão sobre um
problema social persistente – a fome no Brasil; e como a metodologia de pesquisa é fundamental na
condução de políticas públicas que buscam respostas para esses problemas.
Para isso, leia com atenção alguns trechos retirados da matéria escrita por Danilo Albergaria e Carlos
Fioravanti, publicada na Revista Pesquisa Fapesp em fevereiro de 2023, disponível em:
https://revistapesquisa.fapesp.br/as-raizes-da-fome/ (para ter acesso ao texto completo).
“Título: As Raízes da Fome – Josué de Castro expos as bases econômicas, sociais e biológicas da
desnutrição contínua
Quase 50 anos após a morte do médico pernambucano Josué Apolônio de Castro (1908-1973), que
identificou as raízes mais profundas da desnutrição, o Brasil voltou em 2022 ao Mapa da Fome da
Organização das Nações Unidas (ONU), do qual havia saído em 2014. No país, 33 milhões de pessoas, o
equivalente a 15% da população, vivem a chamada insegurança alimentar grave – quando uma pessoa passa
fome por não ter dinheiro para comprar comida. Outros 33 milhões vivem uma insegurança alimentar
moderada, por não terem quantidade suficiente de comida. Menos da metade da população desfruta de
uma segurança alimentar plena, sabendo que terá alimentos em quantidade e qualidade satisfatórias nos
dias seguintes.
Josué de Castro mostrou que a fome não é inevitável, resultado do crescimento da população, da guerra ou
de catástrofes climáticas. Ele inovou ao aprofundar a análise das causas sociais e econômicas da fome, até
então retratada como algo episódico em jornais e romances do começo do século XX.
Com base em sua experiência pessoal – viu a fome de perto quando era criança nos manguezais da cidade
do Recife, onde nasceu –, em estudos que começavam a propor abordagens mais amplas do problema e em
suas próprias pesquisas de campo, Castro examinou a fome à luz da medicina, da fisiologia, da nutrição e da
geografia. Sua conclusão é que se tratava de um fenômeno biológico enraizado em estruturas sociais,
políticas e econômicas. O médico identificou dois tipos de fome: a epidêmica, associada às guerras ou a
secas, que provocam a escassez de alimentos; e a endêmica, até então desconsiderada, quando uma
alimentação é precária e, por não fornecer os nutrientes indispensáveis para o funcionamento adequado do
organismo, favorece o surgimento de doenças.
Seus estudos culminaram em seu livro mais conhecido, Geografia da fome. Publicado em 1946, “é
considerada uma obra de denúncia do flagelo da fome no Brasil”, sintetiza o historiador Helder Remigio de
Amorim, da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em sua tese de doutorado, defendida em 2016
na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que deve ser publicada como livro neste ano.
Em Geografia da fome, logo premiado pela Associação Brasileira de Escritores e pela Academia Brasileira de
Letras, Castro divide o Brasil em cinco regiões geográficas, de acordo com a dieta e a eventual carência de
proteínas e vitaminas (ver mapas).”
Fonte: https://revistapesquisa.fapesp.br/as-raizes-da-fome. Acesso em: 6 abr. 2023.
#Explorando dados#
Imagem: mapas da fome
Figura 1 – Mapas publicados no livro Geografia da Fome sobre a situação Alimentar do Brasil em 1940, de
autoria de Josué Apolônio de Castro
Fonte: https://revistapesquisa.fapesp.br/as-raizes-da-fome/. Acesso em: 29 mar. 2023.
# Novas descobertas #
Desde 2006, o Brasil possui o Sistema de Segurança Alimentar Nutricional (SISAN, Lei nº 11.346, de 15 de
setembro de 2006), que prescreve que deve haver garantia de que todos tenham acesso regular e
permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras
necessidades essenciais. É dever o Estado garantir o Direito Humano à Alimentação Adequada.
#Mão na massa#
Considerando o excerto apresentado para a atividade MAPA, propomos um desafio, que é o de analisar
como a questão da insegurança alimentar constitui-se um problema persistente em nosso país, pois após 50
anos do estudo de Josué Castro o Brasil ainda possui o equivalente a 15% da população vivendo em
insegurança alimentar grave.
Diante desse quadro, e da responsabilidade do Gestor Público na garantia ao Direito Humano de uma
alimentação adequada, levando ainda em conta o texto apresentado e o material didático da disciplina,
responda às questões a seguir:
1- Josué de Castro foi inovador em sua abordagem. Nesse sentido, qual foi o tipo de pesquisa desenvolvida
por ele para compreender a desnutrição no país?
2- O autor identifica dois tipos de fome no Brasil, apontando para a situação das distintas regiões do país.
Tendo em vista os dados apresentados, que em 2022 o Brasil voltou ao Mapa da Fome da Organização das
Nações Unidas (ONU), do qual havia saído em 2014, podemos inferir, com base no texto, qual seria o tipo
de fome no Brasil atualmente?
3- Diante da questão da insegurança alimentar, destaque um tipo de metodologia e estratégia de coleta de
dados que poderá ser utilizada para auxiliar o gestor público a resolver e/ou amenizar tal situação, no
intuito de promover políticas que possam garantir o direito à alimentação adequada.
ORIENTAÇÕES IMPORTANTES:
– Assista ao vídeo explicativo gravado pela Professora da disciplina, com orientações para a realização da
atividade MAPA.
– Utilize o Formulário do MAPA disponível no campo “Material da Disciplina”.
– Não se esqueça de apresentar referências das fontes de pesquisa (caso utilize).
– Salve o arquivo em formato Word antes de postar no ambiente.
– Após realizar o MAPA, anexe no local indicado e, em seguida, clique em cima do arquivo para abri-lo e
conferir se o arquivo postado é o correto.
– Atenção ao clicar em finalizar, pois sua atividade será finalizada/enviada ao sistema e você não conseguirá
substituir o arquivo.
ALTERNATIVAS
Nenhum arquivo enviado

Olá, somos a Cavalini Assessoria Acadêmica.

Fazemos esse trabalho por um preço justo, sem cópia.

Nossa equipe multidisciplinar é altamente capacitada para oferecer assessoria na elaboração das mais variadas atividades, garantindo autenticidade e originalidade em todos os trabalhos.

Entre em contato conosco para solicitar o seu.

Aponte o celular para abrir o WhatsApp